fev 24, 2011
temperourbano

Os segredos da região da Puglia

 

Eleita três vezes pela Veja SP como a melhor cantina de São Paulo e portadora do selo internacional Ospitalità Italiana, conferido pela União das Câmaras de Comércio Italianas, Pasquale é um simples restaurante que tenta resgatar traços da região da Puglia, sul da Itália. O restaurante começou como uma pequena loja de antipastos que, com o sucesso, foi crescendo até se transformar nesta casa da Rua Amália de Noronha, bem em frente à famosa loja de presentes Cesar Bertazzoni.

Caso chegue ao restaurante e encontre uma pequena fila, não desanime. Sente no bar e deguste o que mais vale a pena e o que há de mais tradicional na casa, os antepastos. Capaz de você sair de lá satisfeitíssimo antes mesmo de provar uma das massas. Ali você poderá encontrar alcachofra, alicella, berinjela grelhada, copa, sardela, entre outras deliciosas opções. Mas, o que você não pode mesmo deixar de experimentar é o involtini de berinjela (rolinhos recheados de tomate seco, alcaparra e alichela). Todos os antepastos são orgulhosamente preparados ali mesmo e cada 100g custa R$ 8,80.

O restaurante não serve apenas massas, mas se eu fosse você não as trocaria por nada.  Experimentei 3 opções: Linguiça (linguiça toscana desmanchada em pedaços com molho de tomate), Caprese (massa com tomatinhos crus, alho, azeite, mozzarellas de búfala, folhas frescas de manjericão e pecorino romano) e Carbonara (massa com pancetta ou bacon, ovo e queijo pecorino romano). Todos vêm com a indicação de que tipo de massa combina mais com o prato.

O prato campeão foi o Carbonara, eleito por unanimidade entre todos da mesa. De tão bom que é, até mereceu segunda rodada. Quando voltar lá, não pensarei duas vezes antes de pedir ao garçom este, que foi o melhor Espaguete à Carbonara que já comi na minha vida.

Vamos aos valores! A casa é conhecida por oferecer preços bem acessíveis, mas não achei o tempero tão suave assim. Os pratos de massa, apesar de bem servidos (porções de 200g), são individuais e custam de R$ 27,00 a R$ 40,00.

A casa oferece no segundo andar uma boa coleção de vinhos. Como estava muito calor no dia em que fomos, optamos por ficar na cervejinha. Infelizmente, no cardápio você só vai encontrar cerveja long neck (R$ 4,60), mas pelo menos há boas opções, como Brahma, Bohemia, Heineken, Malzbier, entre outras.

O restaurante não trabalha com serviço de valet, mas tem parceria com três restaurantes da rua. Dica importante: a casa não abre aos domingos!

Pasquale Cantina
Rua Amália de Noronha, 167 – Pinheiros
www.pasqualecantina.com.br

4 Comments

  • Paula querida,
    simplesmente adorei o seu blog!
    Do layout aos textos e às dicas dadas em cada post, gostei de tudo!
    Li vários posts e só encontrei um problema: eles me deixaram com água na boca!
    Parabéns e que venham muitos novos deliciosos posts!!!

  • Obrigada, Anna.
    Sempre que precisar de uma dica de restaurante, lembre-se de passar por aqui!

  • Paulinha o site ta d+, tenho certeza que vou aproveitar bastante pra levar algumas meninotas lá… rs

    Se der, achar interessante e puder ir, gostaria que fizesse um post do Era uma vez um Chalézinho … Segue site.

    http://www.chalezinho.com.br/restaurante/

    Parabéns Paulinha … mandou muito bem, já está nos meus favoritos.

  • Obrigada, Diego! Espero mesmo que consulte sempre o meu blog.
    Quanto ao Chalezinho, já fui lá, o lugar é maravilhoso e o fondue o melhor que já comi. Em breve farei um post sobre ele aqui, pois pretendo voltar lá em maio ou junho!
    Bjs

Leave a comment

Contato

Quer entrar em contato com o blog? Então anote o nosso e-mail: temperourbano@gmail.com