jan 4, 2012
temperourbano

Barbados parte I: hospedagem

 

Fomos conhecer Barbados, a ilha mais ao leste do Caribe, em agosto de 2011. Não preciso nem dizer que o lugar é paradisíaco e foi uma das melhores, senão a melhor, viagem que fizemos até hoje. Como se trata de um lugar diferente e com poucas informações disponíveis na Internet, faremos uma série de posts descritivos do lugar e, claro, de sua gastronomia.

 

Compramos a passagem de ida e volta para Barbados pela Gol por menos de R$ 1.200,00, ou seja, mais barata do que muitos outros destinos brasileiros. E a companhia faz vôos diretos para a ilha, o que não o fará gastara mais do que 5 ou 6 horas dentro do avião. Como só há vôos aos sábados, não tem como ficar menos de uma semana, o que é pouco para quem está no paraíso!

Sobre os hotéis, há de todos os tamanhos, gostos e requintes! Optamos por ficar no Amaryllis Beach Resort, um hotel 3 estrelas que um casal de amigos nos recomendou e que oferece um ótimo custo-benefício. Fizemos a reserva pelo site hotéis.com, pois a diária estava num valor bem atrativo.

O hotel fica em Bridgetown, capital de Barbados, e está próximo a vários restaurantes, supermercados, lojas e tudo mais que você possa precisar. A infra-estrutura é excelente! Têm duas piscinas muito boas, uma jacuzi, restaurantes, loja de conveniência, loja de presentes, um pequeno cassino na entrada, academia, spa, sala de jogos eletrônicos, entre outras coisas.

Ficamos no quarto de frente para a piscina, pois era mais barato. No começo fiquei preocupada com o barulho, mas não tivemos problema com isso nenhum dia. À noite o hotel fica deserto e você conseguirá dormir tranquilamente! Os quartos são equipados com cozinha e como o café da manhã do hotel era muito caro, comprávamos algumas coisas no supermercado e tomávamos ali mesmo.

Os funcionários são muito prestativos e sempre dispostos a ajudar. Logo no primeiro dia, levaram-nos para fazer um tour pelo hotel. Já eram quase 2 horas da manhã, mas o homem não pareceu se importar nenhum pouco com isso. Os bajans (gíria para designar quem nasce na ilha) adoram os brasileiros e vão querer sempre puxar assunto e conversar com você sobre o nosso país.

Vimos algumas críticas na internet de hóspedes reclamando de sujeira, mas não tivemos nenhum problema quanto a isso. Apenas o telefone do nosso quarto e o ar-condicionado do quarto de um casal de amigos que não funcionavam, mas conversei com os atendentes e no mesmo dia foram consertados!

Vamos ao que interessa: a praia do hotel! Apesar de ser bem pequena, é muito agradável e bonita. Uma barreira de rochas faz com que o mar fique uma piscina, perfeito para crianças. O Amaryllis disponibiliza equipamentos de esporte aquático para você alugar, como caiaque, prancha e snorkel. Uma dica: aproveite o fim de tarde para passear de caiaque e veja o pôr-do-sol de dentro do mar. É uma experiência única!

 

Se você tiver sorte poderá ver nessa praia centenas de tartaruguinhas nascendo e ajudá-las a chegar até o mar. Infelizmente não tive essa sorte, mas conheço quem já teve e disse que é maravilhoso presenciar este momento!

Em compensação, vimos uma família de macaquinhos fazendo a festa no hotel! Uma graça!

 Se você estiver pensando em ir para Barbados e quiser nos perguntar alguma coisa, tirar alguma dúvida, deixe um comentário abaixo e teremos o enorme prazer em ajudá-lo!

Leave a comment

Contato

Quer entrar em contato com o blog? Então anote o nosso e-mail: temperourbano@gmail.com